DENTE POR DENTE

(tudo que não faz sentido
e que não te enche a pança
nem por isso é calado
quiçá proibido, criticado ou discutido
por alguém que também
divide essa angústia
de não ser nada,
saber tudo,
entendendo à seu jeito o modo dos outros
tudo que sobra quando se simplifica
derrama dos olhos,
escapa sua boca quando menos convém
tostão por vintém
dente por dente
estrelas cadentes no céu da sua boca
amigo, também
divido essa angústia banguela
e quero mudar
da favela pro mar
tudo que eu sempre quis
me perder por aí...
até me encontrar
bem de frente pro mar
tudo que eu sempre quis
me perder,
me perder por aí...)
  copyright junho 1998  by André Sachs/ Marcelo Elias.
clique aqui para ouvir a música
Realaudio 28.8 (304kb)
todos os direitos reservados por Sachs/Elias
proibida a reprodução, execução pública e locação desautorizadas sob as penas da lei